CATEGORY: TÉCNICOS RESPONSÁVEIS SCIE

Deteção de Incêndio e Gases (Inicial) – 4.ª Edição

Course Access: Lifetime
Course Overview

DURAÇÃO: 28 horas – 24 horas on-line (sessões síncronas) + 4 horas presenciais

PRÉ-REQUISITOS: Escolaridade mínima obrigatória, de acordo com a data de nascimento do formando. O curso de Técnico Responsável obriga à frequência da formação geral e de, pelo menos, uma formação específica.

Formação Específica Inicial para Técnicos Responsáveis de Segurança Contra Incêndios em Edifícios (SCIE) tem, como principal objetivo, desenvolver as competências dos técnicos desta área para efeitos de reconhecimento da capacidade técnica pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), no âmbito do Registo de Entidades estabelecido pela Portaria n.º 773/2009, de 21 de julho, alterada e republicada pela Portaria nº 208/2020, de 1 de setembro, dando cumprimento aos requisitos mínimos legais do Despacho nº 11832/2021, de 30 de novembro. 

Para efeitos de reconhecimento da capacidade técnica pela ANEPC, os Técnicos devem frequentar, obrigatoriamente, a Formação Geral e as Formações Específicas referentes aos equipamentos e sistemas para os quais se pretendem registar.

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS:

  • Exigências regulamentares, nomeadamente o Regulamento Técnico de SCIE, notas técnicas da ANEPC, normas, bem como outras especificações técnicas e legislação aplicáveis;

  • Definições;

  • Tipo de detetores;
  • Composição de um sistema de deteção;
  • Tipo de sistemas e dimensionamento;
  • Organização da matriz de comandos;
  • Instalação e exploração de sistemas de deteção de incêndio;
  • Configuração de sistemas de deteção de gases;
  • Instalação e exploração de sistemas de deteção;
  • Procedimentos de manutenção de SADI e SADG;
  • Apresentação de casos práticos.

MODALIDADE: B-learning

DATA DE INÍCIO: junho/2024

HORÁRIO: 19:30-22:30

As desistências serão aceites, até 10 dias antes do início da formação, com direito a reembolso da inscrição.
A E4Safety reserva-se o direito de cancelar ou adiar a ação de formação, caso o n.º de inscritos seja insuficiente, com lugar a reembolso do pagamento efetuado.